X

Notícia falsa: o laser infravermelho do termômetro faz mal!

Professor Lang, recebi essa mensagem abaixo pelo whatsapp mas me parece bastante absurda. O que o senhor acha sobre ela?

[ …….. Tradução de mensagem importante de uma enfermeira australiana:

Realmente estou incomodada e me senti na responsabilidade de informar. Com a situação da epidemia de Covid19, comecei a implementar os novos protocolos em vigor. Uma das minhas novas tarefas é medir e registrar a temperatura de cada pessoa. Eu aponto para o centro de sua testa com minha arma em forma de termômetro, puxo o gatilho, espero pelo bipe e registro a temperatura. Sempre peço desculpas à pessoa antes de prosseguir! Depois de fazer isso uma dúzia ou mais vezes, de repente tive uma percepção:
Estamos sendo dessensibilizados ao direcionarmos isso à cabeça e também causando problemas de saúde potenciais ao apontar um raio infravermelho para a glândula pineal? Comecei então a medir a temperatura no pulso, que acabou sendo mais precisa, já que a testa é mais fria do que o pulso e os resultados diferem em mais de um grau em alguns casos.
Fui a um shopping center e as pessoas faziam fila para medir a temperatura por um funcionário que obviamente não era médico e não foi devidamente instruído sobre como realizar esse procedimento corretamente. Muitos ficaram chocados quando chegou a minha vez e eu peguei a arma que estava sendo apontada para minha testa e a redirecionei para meu punho. Falei baixinho, mas com firmeza, e disse ao funcionário que um termômetro infravermelho nunca deve ser apontado para a testa de alguém, especialmente de bebês e crianças pequenas. Além disso, requer conhecimento básico de como ler corretamente a temperatura de alguém, ou seja, colocar um termômetro no punho ou cotovelo é muito mais preciso e muito menos prejudicial.
Foi muito perturbador para mim observar crianças se acostumando a ver um objeto em forma de arma apontado para a testa e sem nenhuma reação negativa dos adultos como se isso fosse normal e aceitável.
Como profissional da área médica, recuso-me a visar diretamente a glândula pineal, que está localizada diretamente no centro da testa, com um raio infravermelho. No entanto, a maioria das pessoas concorda em passar por isso várias vezes ao dia! Nossas glândulas pineais devem ser protegidas, pois é crucial para nossa saúde agora e no futuro.
Glândula Pineal
A glândula pineal é uma pequena glândula do sistema endócrino em forma de pinha. Estrutura do diencéfalo do cérebro, a glândula pineal produz o hormônio melatonina. A melatonina influencia o desenvolvimento sexual e os ciclos de sono-vigília. A glândula pineal é composta por células chamadas pinealócitos e células do sistema nervoso chamadas células gliais. A glândula pineal conecta o sistema endócrino com o sistema nervoso na medida em que converte os sinais nervosos do sistema simpático do sistema nervoso periférico em sinais hormonais. Com o tempo, o acúmulo de depósitos de cálcio na pineal pode levar à calcificação em idosos.
Função
A glândula pineal está envolvida em várias funções do corpo, incluindo:
Secreção do hormônio melatonina. Regulação das funções endócrinas. Conversão de sinais do sistema nervoso em sinais endócrinos. Causa sonolência. Influencia o desenvolvimento sexual. Influencia a função do sistema imunológico. Atividade antioxidante.
Pergunte a você: é sábio colocar um laser infravermelho na pineal de alguém?……… ]

Respondido por: Prof. Fernando Lang da Silveira - www.if.ufrgs.br/~lang/

Uma consideração inicial a título de gozação para completar as bobagens que está suposta enfermeira australiana escreveu (referendada por conspiracionistas anticiência tupiniquins) pode ser a seguinte: Os efeitos deletérios do uso do termômetro na testa são superados por aplicação de ozônio via retal.

Um termômetro que usa infravermelho para aferir a temperatura não emite radiação infravermelha além daquela que qualquer corpo faz.

Todos os corpos emitem radiação térmica conforme é sabido desde o século XIX.  A radiação térmica em temperaturas da ordem da temperatura ambiente se dá na faixa de infravermelho e conforme a temperatura do corpo aumenta pode ocorrer parcialmente na faixa do visível. Por volta de 500°C um corpo aquecido já emite uma pequena parte na faixa do visível e então percebemos a emissão de luz avermelha, que vai se tornando mais clara e intensa conforme a temperatura aumenta. Vide diversas postagens do CREF sobre o tema: Infravermelho.

A medição da temperatura de um corpo com um termômetro infravermelho é possível porque tal termômetro apenas recebe e analisa a radiação infravermelha emitida pela superfície do objeto de interesse.

Os lasers utilizados em tais termômetros – e nem todos o utilizam e mesmo os que o usam podem ser desligados sem prejuízo da medida – apenas indicam para o operador do termômetro a região da superfície do corpo que está sendo observada: o ponto onde o laser aparece é o centro de uma região circular da qual se origina a radiação infravermelha que chega ao termômetro e é analisada para se obter uma medida de temperatura. Portanto o laser opera apenas como a mira para indicar a região de interesse que terá sua temperatura medida.

Portanto quando o termômetro infravermelho é apontado para a testa de uma pessoa (com ou sem o laser indicativo) nada sai do termômetro, muito antes pelo contrário, a radiação infravermelha oriunda da testa entra no termômetro e é analisada, resultando em uma medida da temperatura.

Mesmo quando na testa do sujeito aparece o ponto vermelho do laser (lembremos que laser é apenas luz bem focada e coerente), esta luz vermelha é parcialmente refletida  e parcialmente absorvida pela pele, não tendo o poder de penetrar na cabeça de alguém. A testa de qualquer pessoa está constantemente exposta à luz e à radiação infravermelha oriunda do ambiente e ninguém deveria imaginar que, por exemplo, a luz do Sol ou da iluminação artificial entre na cabeça e vá atingir a glândula pineal. Tal ideia é uma completa estultice!

ADICIONADO EM 18/11/2020 – Ontem em uma live no canal do Prof. Hélio Dias o tema do uso dos termômetros de infravermelho foi discutido a partir de 50 min de Temas instigantes de Física.  Então considero necessário enfatizar que:

1 – O laser vermelho, de baixa intensidade, que existe nesses termômetros infravermelhos apenas serve para sinalizar a região em torno da qual a radiação infravermelha emitida pela superfície de interesse está chegando ao termômetro.

2 – O laser vermelho não tem poder de penetração no objeto ou mesmo no corpo humano. É apenas luz que será parcialmente absorvida na superfície do corpo (pele) e parcialmente refletida.

3 – O laser pode ser desligado e a medida será realizada da mesma forma. O desligamento do laser entretanto impossibilita saber com precisão qual é a região monitorada mas nada afeta no processo de detecção da radiação infravermelha.

4 – O funcionamento desses termômetros não envolve emissão por ele de qualquer forma de radiação. O termômetro apenas analisa a radiação infravermelha (radiação térmica) emitida pela superfície de interesse que neste caso é a pele do sujeito monitorado.

5 – O lugar adequado para a medida da temperatura corporal é a testa das pessoas conforme está nos manuais desse tipo de termômetro (por exemplo Termômetro Incoterm).

A temperatura da pele do pulso das pessoas é cerca de 3°C inferior a da testa e portanto o pulso não serve para detectar estado febril.  Não é para menos que mamães e vovós avaliam a febre   tocando com a mão a testa das crianças, evitando o pulso ou outras regiões notoriamente mais frias do corpo humano.

6 – Não é qualquer termômetro infravermelho que serve para avaliação da temperatura corporal. Os termômetros infravermelhos usualmente usados para outros fins, que operam em largo espectro de temperatura, possuem sensibilidade insuficiente para medir com a precisão necessária para a detecção do estado febril de humanos.

E agora a minha opinião: 

Os monitoramentos de temperatura em entradas de shoppings, lojas, etc apenas servem como um simulacro de que medidas sanitárias estão sendo tomadas. Além de essas “medidas” realizadas de forma inadequada serem inócuas para a detecção de estados febris, produzem uma sensação de falsa segurança para os frequentadores desses locais.

Um colega relatou que tendo percebido que a medida em seu pulso havia sido 32°C, disse à pessoa que fazia a medida: “Bah, apenas 32°C!” A pessoa lhe respondeu: “Não vi!”

__________________________

Vide também Medindo a temperatura do corpo com termômetro infravermelho: é confiável?

Vídeo do Manual do Mundo sobre o Termômetro na testa.

“Docendo discimus.” (Sêneca)


15 comentários em “Notícia falsa: o laser infravermelho do termômetro faz mal!

  1. Suely disse:

    Ok, perfeitamente entendido. Mas., se medido no pulso, dará também um resultado confiável?? ..e menos constrangedor, no caso?

    Obrigada.
    Att. Suely

    • Fernando Lang disse:

      Eu fiz diversas medidas em meus pulsos direito e esquerdo e em minha testa em casa quando a temperatura ambiente era 17°C. Todas as medidas nos pulsos resultaram 28°C e 31°C. Na testa resultaram entre 34°C e 36°C. Portanto parece que o estado febril de fato poderia ser melhor detectado na testa como a velha sabedoria popular já recomenda há muito tempo: toque a testa para avaliar se alguém está com febre.

      • Leonardo disse:

        Além disso, a medida na testa é menos suscetível à distribuição irregular da temperatura corporal em cenários febris. Durante processos inflamatórios, ocorre a liberação de vasoconstritores, e a temperatura nas extremidades do corpo é reduzida. Então, mesmo que a temperatura não seja muito diferente em organismos saudáveis, talvez em organismos febris a temperatura varie muito (para afirmar isso com certeza seriam necessários estudos a respeito…).

  2. Deise disse:

    Solicitei ao entrar no Carrefour para que minha temperatura e de meu esposo fosse aferida no pulso…E o valor foi igual ao que vinha sendo ao aferir na testa 36,1°C e 36, 5°C. Seguiremos solicitando a aferição no pulso, nos sentimos muito mais a vontade e confortáveis.

  3. Boris disse:

    Porque não utlizar o termometro embaixo do suvaco da pessoa? É o comum e mais preciso, gente! Por 1 minuto basta para verificar a temperatura corporal.OBS – depois desinfetar com álcool para evitar Covid-19.

    • Fernando Lang disse:

      Qualquer termômetro de contato é inviável de ser utilizado se o trânsito de pessoas é grande. Adicionalmente existe o problema de contaminação não apenas através do termômetro como também decorrente da proximidade das pessoas envolvidas.

  4. Sebastiao disse:

    Pelo sim pelo não acho aconselhável medir a temperatura no pulso em locais de grande circulação de pessoas

    • Fernando Lang disse:

      A testa é a melhor opção para medidas com este tipo de termômetro. E mesmo assim, esta medida tende a dar falso negativo, ou seja, resultar em “não febril” quando de fato o sujeito está “febril”.

  5. bernardo disse:

    Que resultado teremos se, momentos antes de sermos aferidos, colocarmos gelo na testa?

    • Fernando Lang disse:

      Como a pele estará resfriada e como o termômetro mede a temperatura da pele, ele registrará uma temperatura abaixo da normal mesmo que haja febre. Aliás, basta o sujeito vir de um local frio para que esta medida resulte em um valor baixo.

  6. MAURÍCIO ARAPONGA disse:

    Eu concordo com o termômetro na testa , é mais fidedigno o resultado.
    As extremidades do nosso corpo são mais frias, já notaram isso?
    As pessoas tem saber onde fica a glândula pineal para depois falar uma bobagem dessa falando que afeta , o certo é apontar para testa. A glândula pineal fica na linha mediana entre um olho e outro, não é na testa. Eu recomendo ler um pouco sobre a glândula pineal e fica para depois postarem uma bobagem dessas. Em qualquer lugar que estiver mando medir pela minha testa pois sou profissional de saúde e tenho consciência que estou falando.
    Temos que ficar atento em conteúdo falsos sem embasamento científico.
    Obrigado!!

  7. GUILHERME CANETE VEBBER disse:

    Existe uma relação entre distância do termômetro para o corpo e área superficial medida, relacionada com o ângulo sólido de absorção da radiação infravermelha, que influencia na precisão da medida de temperatura. Provalvemente esses termômetros são calibrados considerando uma distância fixa do centro da testa e as instruções de uso dos termômetros por infravermelho comentam brevemente sobre a distância correta (Exemplo: Distância de medição: 10-30mm Posição de medição: Centro da testa). Usar no pulso um aparelho calibrado para a testa certamente levará a erros de medida, pois o padrão irradiado pelo pulso é diferente devido ao menor tamanho em relação à testa, sem contar as diferenças fisiológicas de temperatura superficial. Pesquisando em lojas online, encontrei uma alternativa de termômetro infravermelho para medida pelo pulso, com um valor 10x maior do que o de testa. Não duvido que haja criadores/disseminadores de notícias falsas com intenções oportunistas de enriquecer em cima da ignorância alheia.

  8. CarlosAle disse:

    Desde que não seja aferição via retal…

Acrescente um Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *