X

O vídeo falso sobre a superlua no Ártico e o eclipse

A propósito da lua cheia de 26/05/2021, que além de ser uma superlua também foi eclipsada, o vídeo indicado abaixo viralizou na internet com a seguinte chamada:

No Ártico, entre o Canadá e a Rússia, fez um trajeto de 30 segundos, bloqueando o Sol por 5 segundos.

Aqui o VÍDEO.

Diversas agências que verificam a veracidade das notícias na internet se classificaram o vídeo como falso ou fake. Por exemplo UOL, BOATOS, E-FARSAS.

O propósito desta postagem é apresentar alguns erros grosseiros que identificam o vídeo como uma grande empulhação!

 

Respondido por: Professores Philippe Leboeuf (IFNMG - Campus Almenara) e Fernando Lang da Silveira (IF-UFRGS)

1- O diâmetro angular da Lua é sempre muito aproximadamente 0,5°. A diferença entre o diâmetro angular da Lua quando ela está mais próxima da Terra (está no perigeu e então é chamada de superlua) e quando se encontra mais afastada (está no apogeu) é apenas 14% do seu diâmetro mínimo (Figura 1). O diâmetro angular do Sol é sempre semelhante ao da Lua, valendo também cerca de 0,5°. Portanto Lua e Sol, quando observados de qualquer local da Terra, são percebidos com tamanhos muito semelhantes. A imagem da Figura 2, retirada do vídeo, mostra uma Lua muito maior do que o Sol.

2- A órbita da Lua está travada em relação à Terra, isto é, o satélite sempre mostra a mesma face para nós. No vídeo notoriamente a Lua não está travada, está girando como a sequência de imagens dele retiradas mostra (Figura 3).

3- Para uma Lua tão grande e tão próxima, os efeitos de maré deveriam ser enormes. Entretanto os efeitos de maré neste dia aconteceram como se espera em marés sizígias.

4- Dado que o Sol não se move perceptivelmente durante a “filmagem”, o tempo da passagem da Lua está muito mais rápido do que aquele que de fato acontece pois Sol e Lua se movem em relação à Terra com velocidades semelhantes (vide Eclipse solar). Na verdade a Lua se atrasa um pouco em relação ao Sol e o vídeo a mostra adiantando muito rapidamente.

5- O tamanho aparente da Lua parece variar muito enquanto ela passa, como se estivesse aproximando e depois se afastando conforme a Figura 3 explicita.

6- Devido ao sentido de rotação da Terra em seu eixo, vemos a Lua se mover no céu no sentido do leste para o oeste. Se o observador estiver no Ártico, ele deveria estar voltado para o sul para ver a Lua em movimento em um arco cortando o céu no sentido de seu ombro esquerdo para o direito, isto é, no sentido horário. O vídeo mostra a Lua se movendo no sentido oposto, como seria percebido por um observador no sul voltado então para o norte.

7- O vídeo mostra um eclipse do Sol mas eclipses solares somente são possíveis em lua nova, nunca em lua cheia.  Em lua cheia podem ocorrer eclipses da Lua e de fato houve um eclipse lunar em 26/05/2021. A Figura 4 registra o eclipse parcial da Lua em Porto Alegre.

“Docendo discimus.” (Sêneca)


Um comentário em “O vídeo falso sobre a superlua no Ártico e o eclipse

  1. Canal Refutando a Terra Plana disse:

    Muito esclarecedor! Obrigado

Acrescente um Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *