X

Plano da órbita do satélite geoestacionário

É possível colocar um satélite geoestacionário de modo que o plano de sua órbita NÃO seja o plano do equador?

Pergunta originalmente feita em: http://br.answers.yahoo.com

Respondido por: Prof. Fernando Lang da Silveira - www.if.ufrgs.br/~lang/

É possível colocar satélites em órbitas circulares em torno da Terra de tal forma que o período de translação do satélite em torno da Terra seja o mesmo que o da rotação da Terra em torno de seu eixo no sistema das “estrelas fixas” (período SIDERAL da rotação da Terra que é aproximadamente 23h56min). Tais órbitas tem raio de aproximadamente 42,2 mil quilômetros.

Esta condição é necessária mas NÃO é suficiente para que um satélite seja geoestacionário.

O plano da órbita do satélite deve coincidir com o plano equatorial da Terra para que o satélite não se mova em relação a um sistema de referência na superfície da Terra e ele deve orbitar no mesmo sentido da rotação da Terra. Um sistema de referência solidário com uma região na superfície da Terra  descreve uma trajetória circular paralela ao equador e em torno do EIXO DE ROTAÇÃO da Terra, enquanto que o satélite geoestacionário descreve um órbita circular em torno do CENTRO da Terra, órbita contida no plano equatorial. O satélite então se apresenta como estacionário em relação ao sistema da referência na superfície da Terra mas sua elevação sobre o horizonte decresce conforme aumenta a latitude na superfície da Terra.

Para uma órbita do satélite contida no plano equatorial, os planos das trajetórias de quaisquer sistemas de referência (ou de quaisquer observadores) na superfície da Terra são paralelos ao plano da órbita do satélite. Esta condição  também deve estar preenchida para que o satélite se apresente absolutamente fixo (geoestacionário) em relação aos sistemas de referência (ou aos observadores) na superfície da Terra. Órbitas  não exatamente coincidentes com o plano equatorial, diferindo pouco de tal plano, são possíveis e tais satélites no sistema de referência da Terra, terão com um pequeno movimento periódico, alterando sua localização no céu.

NOTA ADICIONAL EM 07/04/2017: A localização no céu de um particular satélite geoestacionário de telecomunicações (existem muitos deles!) pode ser realizada para um lugar no planeta (isto, a partir da latitude e longitude do local) noi seguinte endereço: Satellite Finder.

Temas relacionados com este:

Elevação sobre o horizonte do satélite geoestacionário

Antenas parabólicas apontando para o chão em Ushuaia!?

Para onde apontam as antenas parabólicas que recebem sinais de televisão?

“Docendo discimus.” (Sêneca)

Visualizações entre 27 de maio de 2013 e novembro de 2017: 4712.


Um comentário em “Plano da órbita do satélite geoestacionário

  1. Ivanir Marciel Pereira disse:

    Muito importantes pra nós a presença dos satélites

Deixe uma resposta para Ivanir Marciel Pereira Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *